O Papa rezou diante das urnas do Pe. Pio e de São Leopoldo

De improviso, o Papa chegou na Basílica de São Pedro para venerar os restos mortais dos dois Capuchinhos. Em seguida rezou o terço com os fieis e leu uma oração para o Pe. Pio

8 FEVEREIRO 2016
L'Osservatore Romano - Twitter

No último sábado à tarde, o Papa Francisco foi de improviso à Basílica de São Pedro para venerar os restos mortais do Pe. Pio e Pe. Leopoldo Mandic, os dois capuchinhos confessores que o Pontífice quis em Roma por ocasião do Jubileu extraordinário da Misericórdia.

As imagens transmitidas pelas câmeras para todo o mundo, mostraram o Santo Padre recolhido em oração, sentado entre os bancos como um fiel comum ou de pé perante as urnas dos dois Santos. O Papa, em seguida, uniu-se aos fieis que rezavam o terço e depois de meia hora leu em voz alta o texto de uma oração escrita pelo cardeal Angelo Comastri, que publicamos a seguir integralmente a nossa tradução.

Antes de sair da Basílica cumprimentou alguns dos fiéis e da comunidade religiosa de San Giovanni Rotondo.

*

A oração ao Santo Padre Pio de S. Em. Card. Angelo Comastri

Padre Pio, tu vivestes no século do orgulho e fostes humilde.

Padre Pio, tu passastes no meio de nós na época das riquezas sonhas, jogadas e adoradas: e permanecestes pobre.

Padre Pio, ao teu lado ninguém escutava a Voz: e tu falavas com Deus;

Perto de ti ninguém via a Luz: e tu vias a Deus.

Padre Pio, enquanto nós corríamos ofegantes, tu permanecestes de joelho e vistes o Amor de Deus pregado no Madeiro, ferido nas mãos, nos pés e no coração: para sempre!

Padre Pio, ajude-nos a chora diante da Cruz, ajude-nos a crer diante do Amo, ajude-nos a sentir a Missa como choro de Deus, ajude-nos a procurar o perdão como abraço de paz, ajude-nos a ser cristãos com as feridas que jorram da caridade fiel e silenciosa: com as feridas de Deus! Amém.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *